O que é um plano de continuidade dos negócios?

Um plano de continuidade dos negócios é o sistema de procedimentos de uma organização para restaurar funções de negócios essenciais em caso de desastre não previsto. Esses desastres podem incluir desastres naturais, violações de segurança, panes de serviço ou outras ameaças em potencial. O planejamento de continuidade dos negócios (BCP) permite às organizações retomarem as operações de negócios com um downtime mínimo, economizando recursos em resposta ao que muitas vezes pode ser uma interrupção séria dos negócios.

Qual é a finalidade de um plano de continuidade dos negócios?

Um plano otimizado de continuidade dos negócios abrange três componentes principais.

Primeiro, a empresa precisa ser resiliente. Isso significa que as principais funções de negócios são projetadas em um contexto de possíveis desastres. A equipe de continuidade dos negócios executa uma avaliação de risco em relação a cada função para identificar pontos fracos e suscetíveis e, em seguida, estabelece proteções contra eles. Isso suporta políticas contínuas de gerenciamento de riscos.

Segundo, as partes interessadas priorizam funções e determinam quais precisam ser colocadas on-line primeiro. A recuperação de desastres é um fator-chave e, quanto mais rapidamente as funções voltarem ao estado operacional, menor a probabilidade de a organização sofrer danos duradouros. As partes interessadas da TI estabelecem metas de tempo de recuperação de desastres e desenvolvem um plano acionável de recuperação de desastres. Depois que as funções essenciais para a missão retornam à ordem de trabalho, os membros da equipe se dedicam à lista de funções prioritárias, utilizando suporte de terceiros para implementar estratégias de recuperação, conforme necessário.

Terceiro, as organizações exigem um plano de contingência com caminhos ramificados que descrevem cadeias de comando, responsabilidades de partes interessadas e qualquer conhecimento técnico necessário para o gerenciamento de emergências em cenários de desastre estabelecidos. Por fim, um plano otimizado de continuidade dos negócios inclui um objetivo de tempo de recuperação para estabelecer a velocidade com a qual as operações de negócios devem ser recuperadas e uma análise de impacto nos negócios para determinar o êxito dos esforços de recuperação. Da mesma forma, um relatório de desastre mostra às partes interessadas como o processo de planejamento de recuperação de desastres pode melhorar no futuro.

Com esses três elementos, uma organização pode enfrentar crises, avaliar danos rapidamente e se recuperar o mais rápido possível. Também é importante entender que um plano de continuidade dos negócios é um documento ativo que deve ser atualizado regularmente à medida que a organização adote novas tecnologias e processos. E enquanto as organizações crescem, elas adotam novas soluções e infraestruturas, que devem ser consideradas no plano, ou os desafios de recuperação de desastres podem ser intensificados por gargalos inesperados.

A Citrix, mantém seus negócios em funcionamento durante um downtime não planejado.

Se as pessoas não conseguem acessar os aplicativos, dados, arquivos e serviços dos quais dependem, os negócios ainda estarão parados, e perdendo dinheiro, clientes, produtividade, reputação e oportunidades a cada momento necessário para recuperá-los.

Cinco elementos de um plano de continuidade dos negócios bem-sucedido

Embora cada interrupção do negócio seja única e muitas decisões deverão ser tomadas durante as situações, um plano de continuidade dos negócios fornece estrutura e preparação para orientar estas decisões e também uma indicação clara de quem irá executá-las. Um plano de continuidade dos negócios bem-sucedido inclui os seguintes elementos.

1. Definição de uma estrutura de equipe

  • Desenvolva uma hierarquia clara para a tomada de decisões de modo que, em caso de emergência, as pessoas não se perguntem quem tem a responsabilidade ou autoridade para tomar uma determinada decisão
  • Crie uma equipe central de continuidade dos negócios com o pessoal de toda a organização, incluindo líderes executivos, tecnologia da informação, instalações e propriedades imobiliárias, bem como segurança física, comunicação, recursos humanos, finanças e outros departamentos de serviços
  • Crie equipes de apoio dedicadas a funções relacionadas como resposta de emergência, comunicações, prontidão de respostas e de negócios no campus

2. Estabelecer um plano

  • Identifique possíveis disrupções em potencial aos processos de negócios que possam afetar qualquer unidade da sua organização, como quedas de energia, incêndios e epidemias
  • O seu plano deve basear-se no pior dos cenários e não em várias versões de diferentes intensidades de cada incidente, para manter o número de cenários gerenciável
  • Priorize as operações mais essenciais, quem irá realizá-las e como o trabalho será redirecionado se pessoas-chave não estiverem disponíveis
  • Determine como os funcionários trabalharão em casa em caso de interrupção prolongada
  • O plano deve ser atualizado anualmente para refletir as alterações no nível de importância e dependência dos aplicativos, as prioridades do negócio, gestão de riscos, locais de negócios, operações e outras considerações

3. Teste seu plano de continuidade dos negócios

  • Realize simulações de emergência completas anualmente, incluindo comunicações em caso de crise, exercícios de segurança e processos de recuperação do local de trabalho
  • Meça os resultados do teste e empenhe-se para implementar melhorias contínuas, quer sejam metas de disponibilidade de aplicativos ou garantias de segurança do pessoal

4. Criar uma estratégia de comunicação da situação de crise

  • Estabeleça sistemas de notificação de emergências, incorporando sistemas de push e pull para uma comunicação rápida
  • Identifique todas as partes interessadas para comunicações de emergência, incluindo funcionários, prestadores de serviços, clientes, fornecedores, mídia e gestão executiva
  • Prepare um roteiro de comunicações que possa ser facilmente atualizado e fique pronto para transmissão imediata

5. Treine as pessoas quanto aos procedimentos de segurança

  • Treine a sua força de trabalho para que tenha conhecimento dos processos que devam ser adotados em caso de emergência e para que saiba onde encontrar recursos de ajuda
  • Consulte agências locais e federais para o treinamento de respostas a emergência e outras orientações para o seu programa
  • Realize exercícios com os funcionários para ajudar o pessoal a se familiarizar com os procedimentos, como localizar saídas de emergência

As soluções de segurança da Citrix permitem produtividade ininterrupta

A Citrix ajuda as organizações a garantir continuidade das operações durante interrupções do negócio e:

  • Proporcione às pessoas acesso a um espaço de trabalho digital seguro, com todos os seus aplicativos e backups de dados durante qualquer tipo de disrupção do negócio, planejada ou não
  • Protege e controla informações do negócio que podem ser acessadas de qualquer lugar, em qualquer dispositivo e em qualquer situação;
  • Simplifica o gerenciamento de continuidade dos negócios, aproveitando a infraestrutura do dia a dia, eliminando a necessidade de separar ferramentas de acesso de continuidade do negócio, e unidades de recuperação abrangentes
  • Garante a disponibilidade dos serviços de TI por meio de failover rápido de datacenter, automatizado, balanceamento de carga e gerenciamento de capacidade de rede, assim como opções de implantação baseadas em nuvem