Como oferecer uma ótima experiência aos funcionários em uma força de trabalho multigeracional

Em 2017, a geração do milênio se tornou o maior grupo demográfico geracional na força de trabalho dos EUA. Por outro lado, os trabalhadores com mais de 65 anos são atualmente o grupo demográfico que mais cresce. O resultado é uma força de trabalho multigeracional que oferece uma combinação única de energia nova e dinâmica e décadas de conhecimento institucional.

Ao mesmo tempo, as diferenças geracionais entre trabalhadores também representam novos desafios para as organizações em todos os setores. Os executivos precisam oferecer uma ótima experiência aos funcionários para todos os funcionários, mas como você envolve cada membro de uma equipe quando a diferença entre eles é de décadas de experiência e idade? Nesta publicação, examinaremos as práticas recomendadas para ajudar você a capacitar uma equipe de várias gerações para a colaboração e fazer o melhor trabalho possível.

Comunique-se com empatia, não com suposições ou generalizações

Segundo a Gallup, apenas 13% dos trabalhadores dos EUA concordam muito que sua liderança se comunica efetivamente. Então, como você deve se comunicar com diferentes gerações de funcionários? Todos conhecemos os estereótipos: Os baby boomers são tecnofóbicos. A geração X não gosta de autoridade nem de trabalho em equipe. A geração do milênio não larga seus celulares (mas se recusa a falar com eles). E a geração Z... bem, ainda não descobrimos como estereotipá-la, mas provavelmente gira em torno de Tik Tok e memes.

Você provavelmente já ouviu essas generalizações antes, mas se quiser envolver efetivamente uma força de trabalho multigeracional, é essencial superar os estereótipos e sentir empatia pelos indivíduos. Alguns baby boomers são bastante entendidos em tecnologia, nem todos os da geração X são solitários independentes e a geração do milênio ainda precisa de comunicação frente a frente para prosperar. Em vez de pressupor que você sabe como alguém gosta de se comunicar no trabalho, pergunte-lhe em uma entrevista presencial, em grupo ou em uma pesquisa com funcionários. Isso permite que você entenda melhor as preferências de cada funcionário para fornecer uma experiência que os inspire a dar o melhor deles no trabalho.

Toda geração quer aprender durante o trabalho, sobretudo a geração do milênio

Cada geração de trabalhadores valoriza a oportunidade de aprender e crescer no trabalho, mas 59% da geração do milênio dizem que essas oportunidades de aprendizado são extremamente importantes, bem mais que as gerações X ou dos baby boomers. Na mesma linha, 87% da geração do milênio classificam as “oportunidades de crescimento profissional e de carreira e desenvolvimento” como importantes (em comparação com 69% de outras gerações que dizem o mesmo).

Com isso, fica claro que oportunidades de requalificação e aprendizado são uma maneira comprovada de envolver os funcionários de várias gerações (especialmente os da geração do milênio). A experiência aprimorada dos funcionários com a requalificação também pode reduzir os custos de aquisição de talentos e melhorar a retenção de funcionários, como a Cigna constatou em um programa de treinamento para funcionários que forneceu um retorno do investimento de 129%. Além de enviar funcionários para workshops externos e inscrevê-los em cursos de requalificação on-line, a orientação intergeracional de funcionários também pode ser uma maneira eficaz de instilar uma cultura de aprendizado e ajudar os funcionários a formar relacionamentos mais próximos no trabalho.

Capacite trabalhadores de várias gerações com opções de tecnologia e trabalho flexível

Outra maneira comprovada de envolver os funcionários de diversas gerações é deixá-los fazer o trabalho com os dispositivos e aplicativos que escolherem, onde quer que trabalhem. No entanto, a PWC relata que apenas 60% dos funcionários dizem estar satisfeitos com as opções móveis em seus empregos e 73% dizem conhecer de sistemas que os ajudariam a produzir um trabalho de melhor qualidade. Como diferentes gerações de trabalhadores terão preferências diferentes para seus dispositivos e aplicativos de trabalho, a tecnologia do seu local de trabalho deve maximizar a capacidade de escolha deles.

Aqui, tecnologia de espaço de trabalho digital torna-se especialmente útil, porque sua flexibilidade permite que cada funcionário escolha as ferramentas e aplicativos que utiliza para realizar seu trabalho. A flexibilidade também é importante quando se trata de ambientes de trabalho remotos e no local, pois os funcionários trabalham melhor quando podem selecionar o melhor ambiente de trabalho para as tarefas em questão. Fornecer opções de tecnologia e ambiente de trabalho não apenas aumenta o engajamento dos funcionários de várias gerações, como também poupa você de ter que criar políticas e configurações técnicas específicas para cada funcionário.

Gerencie uma força de trabalho multigeracional como indivíduos, não gerações

Um tema comum para todas essas práticas recomendadas é ouvir todos os funcionários para conhecer a melhor maneira de gerenciá-los, em vez de confiar em generalizações sobre diferentes gerações. Essa abordagem empática de liderança é a melhor maneira de unificar a energia dinâmica dos trabalhadores mais jovens com a experiência setorial do grupo funcionários mais idosos, criando um ambiente de trabalho em que todos se sintam capacitados por uma ótima experiência do funcionário.

Você também pode gostar dos seguintes artigos