Oct

192016

Relatório de resultados financeiros no terceiro trimestre da Citrix

Receita trimestral de US$ 841 milhões, 3 por cento acima em comparação com o mesmo período no ano passado Margem operacional GAAP no trimestre de 18 por cento; margem operacional não-GAAP de 30 por cento O EPS diluído de US$ 0,84 no trimestre; EPS diluído não-GAAP de US$ 1,32 Fluxo de caixa operacional trimestral de US$ 288 milhões, o que significa um aumento anual de 11 por cento

SANTA CLARA, Califórnia Quarta-feira, 19 de outubro de 2016 — Hoje, a Citrix Systems, Inc. (NASDAQ:CTXS) anunciou os resultados financeiros para o terceiro trimestre do exercício fiscal de 2016 que finalizou no dia 30 de setembro de 2016.

Resultados financeiros

Para o terceiro trimestre do exercício fiscal de 2016, a Citrix atingiu uma receita de US$ 841 milhões, em comparação com os US$ 813 milhões registrados no terceiro trimestre do exercício fiscal de 2015, o que representou um crescimento da receita de 3 por cento.

Resultados GAAP

A receita líquida durante o terceiro trimestre do exercício fiscal de 2016 foi de US$ 132 milhões, ou US$ 0,84 por ação diluída, em comparação com os US$ 56 milhões, ou US $ 0,35 por ação diluída, durante o terceiro trimestre do exercício fiscal de 2015. No terceiro trimestre do exercício fiscal de 2015, a receita líquida GAAP inclui custos por depreciação de aproximadamente US$ 65 milhões relativos a certos ativos intangíveis provenientes da aquisição de ByteMobile, que estão incluídos na amortização dos produtos relacionados e outros ativos intangíveis. Além disso, a receita líquida durante o terceiro trimestre do exercício fiscal de 2016 inclui US$ 18 milhões em custos de separação associados com a cisão da empresa GoTo previamente anunciada e a posterior fusão com LogMeIn.

Resultados não-GAAP

A receita líquida durante o terceiro trimestre do exercício fiscal de 2016 foi de US$ 208 milhões, ou US$ 1,32 por ação diluída, em comparação com os US$ 168 milhões, ou US $ 1,04 por ação diluída, durante o terceiro trimestre do exercício fiscal de 2015. A receita líquida não-GAAP durante o terceiro trimestre dos exercícios fiscais de 2016 e 2015 exclui os efeitos de despesa com remuneração baseada em ações, a amortização dos ativos intangíveis adquiridos, a amortização do desconto da dívida, gastos de reestruturação e os efeitos fiscais relacionados com os itens. A receita líquida não-GAAP durante o terceiro trimestre do exercício fiscal de 2016 também exclui US$ 18 milhões em custos de separação associados com a cisão da empresa GoTo previamente anunciada e a posterior fusão com LogMeIn.

"Nossos excelentes resultados neste trimestre mostram claramente como o nosso foco renovado está repercutindo no mercado", disse Kirill Tatarinov, CEO da Citrix.

"Estamos assistindo a um processo de crescimento em todas as nossas principais áreas de negócios –incluindo o nosso negócio de Serviços de espaço de trabalho, que mostra um incremento no crescimento pelo segundo trimestre consecutivo. Também tem havido enorme progresso na nossa força de trabalho e uma transformação cultural que definem a nossa empresa e que continuarão empoderando-nos no futuro. Nossa visão é clara, nossa estratégia é direta e a nossa capacidade de execução foi otimizada drasticamente."

Resumo financeiro Q3

Ao revisar os resultados do terceiro trimestre do exercício fiscal de 2016 em comparação com o terceiro trimestre do exercício fiscal de 2015:

  • A receita de produtos e licenças permaneceu estável;
  • A receita de software como um serviço aumentou 9 por cento;
  • A receita a partir de atualizações e manutenção de licença aumentou 5 por cento;
  • A receita de serviços profissionais, que abrange consultoria, treinamento e certificação de produto, diminuiu 19 por cento;
  • A receita líquida aumentou na região das Américas em 8 por cento, aumentou na região do Pacífico em 1 por cento e diminuiu na região EMEA em 4 por cento;
  • A receita diferida totalizou US$ 1,6 bilhão até o dia 30 de setembro de 2016, em comparação com US$ 1,5 bilhão até 30 de setembro de 2015, um aumento de 7 por cento; e
  • O fluxo de caixa oriundo das operações foi de US$ 288 milhões durante o terceiro trimestre do exercício fiscal de 2016, comparado com US$ 260 milhões durante o terceiro trimestre do exercício fiscal de 2015.

Durante o terceiro trimestre do exercício fiscal de 2016:

A margem bruta GAAP foi de 84 por cento. A margem bruta não-GAAP foi de 86 por cento, excluindo os efeitos de amortização de aquisição de produto relacionada com ativos intangíveis e despesa com remuneração baseada em ações.

  • A margem operacional GAAP foi de 18 por cento. A margem operacional não-GAAP foi de 30 por cento, excluindo os efeitos de despesa com remuneração baseada em ações, amortização de ativos intangíveis adquiridos, custos de separação relacionados com a cisão da empresa GoTo e a posterior fusão com LogMeIn, previamente anunciados e custos associados com o programa de reestruturação de 2015.

Perspectiva financeira para o exercício fiscal de 2016

A administração da Citrix espera atingir os seguintes resultados na base consolidada durante o exercício fiscal que finaliza no dia 31 de dezembro de 2016:

  • A receita líquida aponta a faixa de US$ 3,40 bilhões a US$ 3,41 bilhões com núcleo nas receitas da Citrix, excluindo a empresa GoTo, que está na faixa de US$ 2,71 bilhões a US$ 2,72 bilhões.
  • A meta de rendimentos diluídos GAAP por ação está na faixa de US$ 3,04 a US$ 3,05. Os rendimentos diluídos não-GAAP por ação estão na faixa de US$ 5,18 a US$ 5,20, excluindo US$ 1,17 referentes aos efeitos da despesa com remuneração baseada em ações, US$ 0,57 relacionados com os efeitos da amortização de ativos intangíveis adquiridos, US$ 0,21 relacionados com os efeitos da amortização de desconto das dívidas, US$ 0,59 relacionados com os custos de separação associados com a previamente anunciada cisão da empresa GoTo e a posterior fusão com LogMeIn, US$ 0,43 relacionados com os gastos de reestruturação e de US$ 0,81 a US$ 0,84 de efeitos fiscais relacionados com estes itens.

Perspectiva preliminar para o exercício fiscal de 2017

A perspectiva preliminar atual da empresa para o ano fiscal de 2017, excluindo a empresa GoTo, é um crescimento da receita líquida de cerca de 3% a 4%. Além disso, a administração da Citrix tem como objetivo que a margem operacional GAAP, excluindo a empresa GoTo, esteja na faixa de 22% a 23% e a margem operacional não-GAAP na faixa de 32% a 33%. A margem operacional não-GAAP exclui os efeitos de despesa com remuneração baseada em ações, amortização de ativos intangíveis adquiridos, custos de separação associados com a previamente anunciada cisão da empresa GoTo e a posterior fusão com LogMeIn, e custos associados com o programa de reestruturação.

As demonstrações acima se baseiam nos objetivos atuais. Estas demonstrações são prospectivas e os resultados efetivos podem diferir materialmente.

Conferência telefônica sobre rendimentos no terceiro trimestre

A Citrix realizará uma conferência telefônica hoje às 16:45h ET para discutir seus resultados financeiros, os destaques do trimestre e as perspectivas empresariais. A teleconferência incluirá uma apresentação com slides e os participantes estão convidados a assisti-la via webcast em http://www.citrix.com.br/investors.

A conferência também pode ser acessada através dos números: (888) 799-0519 ou (706) 634-0155, utilizando o código de acesso: CITRIX. A gravação do webcast estará disponível por aproximadamente 30 dias na seção de Relações com Investidores no site corporativo da Citrix em http://www.citrix.com.br/investors.

Para os investidores da Citrix

Este comunicado contém declarações prospectivas realizadas em conformidade com as normas sobre a protecção de dados da Seção 27A da Securities Act de 1933 e da Seção 21E da Securities Exchange Act de 1934. As declarações prospectivas contidas neste relatório não constituem garantias de desempenho futuro. Os investidores estão advertidos de que as declarações contidas neste comunicado de imprensa que não sejam estritamente declarações históricas, incluindo, sem restrições, as declarações do CEO e presidente da Citrix, as declarações contidas nas seções Perspectiva Financeira, Perspectiva Preliminar e Medidas de Conciliação Financeira Não-GAAP, e as declarações relativas a planos, objetivos e estratégias da administração constituem declarações prospectivas. Tais declarações prospectivas estão sujeitas a diversos riscos e incertezas que poderiam causar que os resultados reais difiram materialmente daqueles antecipados pelas declarações prospectivas, incluindo, sem restrições, os riscos associados com as transições de pessoal essencial, incluindo o nosso CEO, risco de sucessões; incapacidade de concluir a cisão da empresa GoTo e a operação proposta da Reverse Morris Trust com LogMeIn em tempo hábil ou de forma geral, e a relacionada disrupção da administração e a empresa GoTo; riscos associados com o desempenho futuro do núcleo da Citrix, se a transação for concluída, a incapacidade de alcançar os benefícios estratégicos, operacionais e competitivos esperados da cisão proposta da empresa GoTo, e o efeito da cisão na Citrix, seus acionistas, clientes, parceiros e funcionários; o impacto da economia global, a volatilidade nos mercados acionários globais, a volatilidade da taxa de câmbio e a incerteza no ambiente de gastos de TI; o sucesso e crescimento das linhas de produtos da empresa, incluindo a concorrência, dinâmica da demanda e dos preços e outras transições nos mercados da virtualização, produtos de mobilidade e redes, e serviços de colaboração da Citrix; a capacidade da empresa para desenvolver, manter um alto nível de qualidade e comercialização de novos produtos e serviços, incluindo os seus produtos de mobilidade corporativa e serviços em nuvem, além do crescimento de produtos e serviços estabelecidos de virtualização e de rede; disrupções na execução devido a programas e ações de reestruturação da Citrix; a introdução de novos produtos por concorrentes ou a entrada de novos concorrentes nos mercados de produtos e serviços da Citrix; mudanças em nossa composição de receita de produtos e serviços com margens brutas inferiores; flutuações sazonais nos negócios da empresa; falhas na execução dos planos de vendas e marketing da Citrix; falha na parceira bem-sucedida com distribuidores, revendedores, integradores de sistemas, prestadores de serviços e outros parceiros estratégicos fundamentais e dependência da empresa do sucesso desses parceiros para a comercialização e distribuição de produtos; a capacidade da empresa para manter e expandir seus negócios em contas de grandes empresas e a confiança dos clientes nos grandes fornecedores de serviços; o tamanho, a programação e o reconhecimento da receita de pedidos significativos; o sucesso dos investimentos em seus grupos de produtos, operações estrangeiras e mercados verticais e geográficos; a capacidade da Citrix para realizar aquisições adequadas e em termos favoráveis ​​no futuro; riscos associados com as aquisições da Citrix, incluindo o insucesso de desenvolver e comercializar as tecnologias e produtos das empresas adquiridas, falhas para alcançar ou manter as receitas e contribuições de desempenho operacional previstas das aquisições, o que poderia diluir os resultados, a retenção de funcionários-chave das empresas adquiridas, dificuldades e atrasos na integração de pessoal, operações, tecnologias e produtos, disrupção para nossos negócios e desvio da atenção administrativa de nossos negócios atuais; recrutamento e retenção de funcionários qualificados; riscos no controle eficaz das despesas operacionais, incluindo a impossibilidade de economizar nos custos esperados pelos programas de reestruturação e outras iniciativas de redução de custos; a capacidade de atender eficazmente nossas necessidades internas de caixa e administrar a nossa estrutura de capital e o impacto das mudanças relacionadas com nossos resultados operacionais e situação financeira; o efeito dos novos pronunciamentos contábeis sobre o reconhecimento de receitas e despesas; os riscos associados com a segurança de dados e a manutenção da segurança de nossas redes e dos dados dos clientes armazenados pelos nossos serviços; incapacidade de cumprir os regulamentos federais, estaduais e internacionais; litígios e disputas, incluindo impugnações aos nossos direitos de propriedade intelectual ou alegações de violação dos direitos de propriedade intelectual de terceiros; a incapacidade de inovar ainda mais a nossa tecnologia ou de iniciar novos negócios devido a direitos de propriedade intelectual de terceiros; mudanças nos modelos de preços e licenciamento da empresa, programas promocionais e combinação de produtos, os quais podem afetar o reconhecimento das receitas de Citrix; custos gerados por baixa ou deterioração de ativos adquiridos e/ou empresas, investimentos ou licenças com desempenho insatisfatório; disponibilidade e execução no mercado internacional e outros riscos associados com os mercados dos produtos e serviços da Citrix; mudanças inesperadas nas taxas de impostos, não renovação de créditos fiscais ou exposição a obrigações tributárias adicionais; riscos de distúrbios políticos e sociais; e outros riscos detalhados nos arquivos da companhia junto à Securities Exchange Commission. A Citrix não assume nenhuma obrigação de atualizar nenhuma informação prospectiva contida neste comunicado ou vinculada aos anúncios aqui descritos.

# # #

Citrix é marca registrada da Citrix Systems, Inc. e/ou uma ou mais subsidiárias, e pode estar registrada no Departamento de Patentes e Marcas Comerciais dos EUA e em outros países. Todas as outras marcas comerciais e marcas registradas são propriedade de seus respectivos proprietários.