Alguns dos resultados de um estudo que li nesta semana, chamado The Millennial Disruption Index, estabelecem que “71% dos Millennials preferem ir ao dentista a ouvir as propostas comerciais dos Bancos. E 33% deles acreditam que no futuro os bancos não serão necessários”. Se você trabalha na indústria financeira e está lendo esse post, você acredita que seja assim mesmo? Você acha que algo na indústria financeira deveria mudar?

Em minha opinião, não acredito que o futuro dos bancos já esteja determinado, mas estou convencido de uma coisa: só se extinguem aqueles que não sabem (ou não podem) se adaptar às novas condições do meio onde vivem. Com certeza, a indústria financeira está vivendo um contexto de mudanças relacionadas com a chegada da mobilidade, com uma conjuntura normativa em contínua evolução, com a implementação de novas tecnologias e, ao mesmo tempo, com a necessidade de continuar garantindo as mais estritas normas de segurança.

Todos esses desafios que o setor enfrenta têm um denominador comum: é necessário avançar rumo a uma transformação digital. E para fazê-lo, é fundamental não perder de vista estes três aspectos:

  • Criar uma infraestrutura que potencialize a competitividade: Para crescer e competir os bancos passam por processos de fusões, aquisições, investimentos e aberturas de novas sucursais. A virtualização de agências e de aplicativos permite resolver estas situações com maior agilidade, garantindo um tempo de inatividade zero. Graças a esta tecnologia, a equipe de TI pode entregar de forma centralizada toda a informação que se precisa para operar qualquer sucursal e dispositivo em minutos, ao invés de semanas ou meses sem colocar em risco o cumprimento de normas de segurança.
  • A segurança da informação: A indústria financeira está sujeita a leis e normas muito rígidas referentes ao manejo e confidencialidade da informação. Neste contexto, a virtualização permite acessar a informação de qualquer dispositivo, lugar e rede sem colocar em risco os dados. Isso se consegue ao ter vários níveis de autenticação, encriptação e porque a informação nunca fica armazenada nesses dispositivos, mas sim segura no datacenter ou na nuvem. Além disso, nossas soluções bancárias são projetadas para serem seguras e cumprem os requisitos de conformidade do PCI-DSS, do FINRA, do FFIEC e de outros mandatos de conformidade, sem sacrificar a produtividade nem a satisfação da força de trabalho.
  • Os benefícios da mobilidade para este setor: Contemplar a mobilidade dentro da estratégia de TI permite que funcionários, tais como assessores, caixas, pessoal externo contratado e executivos, possam ter um ponto de acesso instantâneo a todos os recursos de que precisarem para trabalhar. Isso resulta em maior produtividade e aprimora o atendimento aos clientes. Também permite formar, contratar e reter os melhores talentos, em um contexto no qual não se pode perder pessoal qualificado.

Os desafios do setor são muitos, mas as oportunidades também são infinitas e a tecnologia é uma grande aliada. Como isso está acontecendo na América Latina? Vamos analisar juntos como o setor avança rumo a uma transformação digital.

Citrix Mobilize Windows Banner 1_728x90-061715