Durante este ano, compartilhamos vários posts analisando diferentes tecnologias e tendências que tenham um impacto real sobre os negócios. Mas, existe uma prova melhor do que um cliente que realizou uma implementação e mudou o rumo de sua empresa? Claro que não.

Então, hoje vamos apresentar Marcelo Martínez Corazao, Chefe de Infraestrutura Tecnológica da Credinka.

A Credinka é uma das maiores instituições financeiras do Peru, reconhecida por seu trabalho com microempresários em zonas rurais e urbanas.

Recentemente, eu tive a oportunidade de entrevistar Marcelo e quero compartilhar a nossa conversa:

Juan Pablo: Marcelo, primeiro eu gostaria de saber quais os desafios ou objetivos levaram a conectar a tecnologia com o negócio da empresa.

Marcelo: Em 2008, expandimos para outras áreas chaves como Cusco, Quillabamba, Arequipa e Apurímac. Para fazer isso, precisávamos enfrentar o desafio das comunicações no Peru, que não são muito eficientes fora dos grandes centros urbanos. Era praticamente impossível acessar nossos sistemas de maneira remota. Com isso, uma vez por mês, a pessoa responsável por cada sucursal precisava viajar para nosso centro de TI e trazer um HD externo com as informações para consolidar os dados. Para resolver essa situação, fizemos uma prova de conceito usando a solução XenApp e vimos que funciona muito bem. As nossas operações melhoraram muito graças à Citrix. Por esse motivo, decidimos implementar XenApp, XenDesktop e XenServer em nossos data centers em Lima e Cusco.

Durante os últimos anos, a Citrix acompanhou nosso crescimento, viabilizando uma expansão rápida e facilitando a abertura de novos escritórios. Tínhamos apenas quatro escritórios em 2008, e hoje contamos com 76. A arquitetura da Citrix nos ajudou a posicionar a companhia nessas regiões de maneira muito ordenada e apropriada.

Juan Pablo: É claro que a implementação deu um novo impulso ao negócio, mas em relação aos seus funcionários, quais benefícios eles perceberam durante o trabalho cotidiano?

Marcelo: Para nossos funcionários, a implementação criou um processo muito mais rápido, conveniente e eficiente de trabalhar. Transações que demoravam 10 minutos passavam a ser resolvidos em 40 segundos. Além disso, o número de funcionários ligando para o departamento de TI para buscar assistência caiu, por que a conexão com os aplicativos é muito mais fácil e transparente. A mudança foi muito importante para o usuário final.

Juan Pablo: E em termos de custos, você percebeu alguma economia ao calcular o retorno sobre seu investimento?

Marcelo: Sim, conseguimos reduzir custos e temos alguns cálculos de retorno sobre o investimento:

  • XenApp: Conseguimos um retorno sobre nosso investimento em um ano e quatro meses. Além disso, a adoção dessa tecnologia nos ajudou a economizar 132% em custos com as nossas comunicações.
  • XenDesktop: Ajudou a economizar 37% em equipamentos para o usuário final, por que permite usar thin clients em vez dos equipamentos mais complexos que usávamos anteriormente.
  • XenServer: Ajudou a reduzir o gasto anual com energia em aproximadamente 90%. O nosso consumo era de 4 milhões de kilowatts por hora e com a virtualização, isso caiu para 306.810 kilowatts por hora.

Juan Pablo: Esses números mostram um grande impacto. Como você acha que essas mudanças afetaram o atendimento aos seus clientes?

Marcelo: Os prazos de espera caíram muito. Hoje, nossos representantes não precisam ficar semanas esperando uma resposta dos microempresários do interior. Além disso, é importante destacar que estamos preparando um projeto para os representantes que permite realizar uma avaliação de crédito no local, que ajuda a aproximar a nossa companhia do cliente, que frequentemente encontra dificuldades para viajar até a cidade. Graças à tecnologia, podemos levar nosso escritório para a região que precisa de nossos serviços e, ao realizar uma consulta rápida usando o software em nossos smartphones, podemos dizer se eles terão acesso ao crédito que estão pedindo e os valores disponíveis.

Juan Pablo: E quais são os desafios em termos de tecnologia de hoje em diante?

Marcelo: Nesse ano queremos ter uma presença no centro e norte do país. Na zona norte, a Credinka acabou de adquirir a Caja Rural Caja Marca, uma instituição financeira com aproximadamente 15 agências que precisamos integrar o mais rápido possível. Também queremos incorporar comunicações unificadas e reforçar nosso plano de continuidade de negócios. Para essa última tarefa, estamos analisando o Citrix NetScaler para garantir a alta disponibilidade de nossos data centers localizados em Lima e Cusco.

É claro que o departamento de TI pode se transformar em um habilitador de negócios e gerar grandes mudanças e, por esse motivo, o papel do CIO é fundamental. Em breve compartilharemos outros casos em diferentes indústrias, então fique ligado em nosso blog para seguir essa série e descobrir como impulsionar seus negócios.